segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Amar

Amar:

Fechei os olhos para não te ver
e a minha boca para não dizer...
E dos meus olhos fechados desceram lágrimas que não enxuguei,
e da minha boca fechada nasceram sussurros
e palavras mudas que te dediquei...

O amor é quando a gente mora um no outro.

(Mário Quintana)

4 comentários:

  1. Adorei teu blog! Belíssimo!
    Gosto de conhecer pessoas inteligentes, observadoras e sensíveis!
    Já estou te seguindo ...
    Se puder visita meu cantinho tb, que é feito com muito carinho.
    Bjs doces!

    *´¨)
    ¸.·´¸.·*´¨) ¸.·*¨)
    (¸.·´ (¸.·` *♥ Jussara Christina ♥*♥*♥*♥*♥*♥*♥*♥*♥

    ResponderExcluir
  2. "O amor é quando a gente mora um no outro."

    Um imenso beijo.

    ResponderExcluir
  3. O último verso deste poema de Quitana é a síntese de saber amar. Carinhosamente Óleo.

    ResponderExcluir
  4. Oiê,

    É verdade, o amor não suporta falácias!
    Encontrei a porta aberta, e não me fiz de rogado, já entrei, rsrsrs

    Beijos :)

    ResponderExcluir